Entenda a principal função e propósitos da igreja local



Entenda a principal função e propósitos da igreja local

A primeira igreja local de que fala a Bíblia foi organizada na cidade de Jerusalém, logo depois dos acontecimentos inaugurais no livro de Atos. Como consequência de todos os 120 discípulos que estavam no Cenáculo terem ficado cheios com o Espírito Santo, quase 3000 pessoas se converteram, após ouvir o sermão poderoso pregado pelo apóstolo Pedro. Além disso, todos foram também batizados nas águas.

Em seguida, aqueles convertidos passaram a viver como igreja. Lucas, o médico, escritor do Evangelho que leva seu nome e do livro de Atos, descreve a vida daquela primeira comunidade de salvos:

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam o pão de casa em casa, e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos” (Atos 2. 42-47).



Assim, de acordo com texto acima, os cristãos de Jerusalém organizaram a primeira igreja cristã – igreja local – do mundo, com os seguintes propósitos:

  1. O ensino da palavra de Deus: “perseveravam na doutrina” (Verso 42)

  2. O companheirismo entre todos os crentes: “e na comunhão” (Verso 42)

  3. A intercessão: “e nas orações” (verso 42)

  4. A observância das duas ordenanças de Jesus para a Igreja. Primeiro: o batismo (“foram batizados” – verso 41) e, segunda a Santa Ceia: (“o partir do pão” – verso 42)

  5. Para ser testemunhas da graça e do poder de Deus: “muitos sinais e prodígios eram feitos por intermédio dos apóstolos” (verso 43)

  6. Para ajuda mútua e para a ministração: “Todos os que creram estavam juntos” (verso 44)|

  7. Louvar a Deus, brilhar na comunidade e salvar as almas perdidas: “louvando a Deus, e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos” (verso 47)

 

 

Extraído do Livro “Igreja em Ação: Desejos e Perspectivas” – Ivanildo Gomes, MDA Publicações, 2011.

Se você desejar saber mais sobre o assunto, clique na imagem e adquira nossos produtos.

 


 

, Artigos